segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Se Permita Sentir



Depois de muito meditar / Resolvi editar / Tudo que meu coração / Me ditar
(Leminski)

 Não tem jeito! Meus amigos, as vezes, brigam comigo porquê sempre peço opiniões e sugestões sobre minhas decisões, mas, não dá outra! Independente do número de votos, sempre sigo o que o coração ditar. Seja em seguir um conselho, cor de cabelo ou na questão "mandar, ou não, mensagem", posso saber a opção sensata, ter argumentos plausíveis e todos à favor... O que meu coração escolher é prioridade.
De vez em quando, dou sorte, e casa com a razão. Todavia, aprendi que mente e sentimentos formam um paradoxo bonito.
Enquanto a cabeça grita: "indiferença! orgulho! responde à altura!" algo dentro de mim insiste em dizer com voz branda: "Calma,meu bem, tenta de novo! perdoa! AMA!"
Sei que tais pensamentos não vem de mim. São florzinhas amarelas plantadas no meu coração, por um coração bem mais florido.
Compreendendo assim o poeta que disse "sereno é quem tem a paz de estar em par com Deus".
Como fazer par com o PRÓPRIO AMOR, ao invés de só com o AMOR PRÓPRIO?
Se permitindo senti-lo. A cada nascer do sol: chances novas de florir sentimentos bons. A cada por-do-sol: a escolha de podar os ruins e dar lugar a novos.
Meu conselho pra vida é: O que a gente sente é bonito demais para se deixar camuflar.
Se permita sentir. A graça dos sentimentos está em que eles são passageiros, mudam com o tempo. Nada é eterno quando se trata das coisas que sentimos, então aproveite ao máximo as coisas boas e tire lições das ruins. É inevitável se machucar, cair, ralar o joelho e sangrar as vezes. Mas, cabe a nós levantar, sacudir a poeira, estancar a ferida, colocar um curativo e começar de novo.  
Em um mundo superficial, tudo que é verdadeiro acaba sendo discriminado.
Sempre fui contra a essa ditadura que prega que você pode falar o que quiser, vestir o que quiser, ser quem quer ser, contudo "engole esse choro" ou "esconde essa felicidade; o que ninguem sabe, ninguem estraga". Não me limito a, apenas, seguir meu coração; deixo que ele fale por mim. Me tornando TODA CORAÇÃO.

Até a proxima, amo vocês.


Nenhum comentário:

Postar um comentário