quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Tudo que não é amor


O amor bate à porta, mas estamos ocupados nos espremendo na janela por causa da vista.
O amor mora ao lado mas a gente quer mesmo viajar o mundo.
Nossa natureza tem a necessidade de ter alguém, ou algo, pra amar e a busca desesperada por tal sentimento pode acarretar algumas ameaças ao seu coração, e das pessoas próximas. Nossos sentimentos são granadas que ao explodirem, acabam jogando estilhaços em quem está por perto.
Amar vai bem além de ter sentimentos bonitos por alguém, é expandir isso pro seu universo, agregando ao seu cotidiano, e fazendo uma coleção de coisas que preza; afinal, o amor não é limitado, logo, não precisamos "desocupar" o lugar para encaixar outro. 
E se, você precisa se diminuir para encaixar em um molde menor, sinto-lhe dizer que, isso não é amor. 
O amor tudo suporta, mas ele não aprisiona, se te faz uma pessoa ruim não é compatível com esse título. 
O amor consiste em tornar as coisas leves, claras e melhores, luz não convive com trevas porque a simples presença de um já significa a ausência do outro.
O amor NÃO vai parar sua vida, NÃO vai te afastar das pessoas que te amam, NÃO controla suas ações mas as transforma em melhores.
Amor é âncora que mantém o barco seguro, mas se colocado em terra firme. Porque se a âncora no mar, ele te afunda.

Até a próxima, amo vocês (de verdade verdadeira).

Nenhum comentário:

Postar um comentário