quarta-feira, 14 de junho de 2017

Nossa luta não é contra a carne, nem sangue.

 Oi gente, como vocês estão?
Esse texto foi escrito para o DIP (Domingo da Igreja Perseguida), que aconteceu no dia 11 de Junho. 


  Pegue sua bíblia, olhe para ela, folheie suas páginas... Agora pense em quantas vezes você a lê por semana. Ainda hoje, existem cristãos cujo maior privilégio seria ter, sequer, uma folha dessas escrituras. Em meio às suas orações, escorrem lágrimas de quem não pode tornar pública a sua fé no Criador. Mas isso não os impede.
  Você já se sentiu constrangido em falar de Jesus para alguém? Talvez por medo de parecer estranho ou por receio de um rótulo? Hoje, nesse momento, cristãos na África, nossos irmãos, estão sendo preparados para sofrer o evangelho de Cristo, para viver o evangelho que os discípulos e amigos de Jesus viveram. Revivendo as palavras de Paulo a Timóteo, dizendo "...você deve estar pronto a sofrer comigo de acordo com o poder de Deus, pois ele lhe dará força no sofrimento." (2 Timóteo 1:8) Força, essa, que vem para que ele possam viver a realidade das boas novas.
  O verdadeiro cristianismo, a essência, não está, somente, em falar a respeito de Jesus. Mas sim em demonstrar amor e exercer perdão aos nossos perseguidores. Porque há um ditado que diz "ame seu próximo e odeie seu inimigo. Porém Jesus diz 'amem seus inimigos e orem pelos que te perseguem! Dessa forma, vocês estarão agindo como filhos da luz.' (Mateus 5:43-45) e em João 13:35 está escrito "E esse profundo amor que vocês tiverem uns pelos outros, mostrará ao mundo que vocês são meus discípulos."
  Se você quiser viver a realidade de Mateus 5:11, quando o próprio Messias diz que felizes somos quando formos perseguidos por sermos seguidores Dele, devemos compreender Galatas 2:20 "eu já fui crucificado com Cristo: eu próprio não vivo mais e sim Cristo vive em mim, e a vida genuína que tenho agora dentro desse corpo é resultado da minha fé no filho de Deus, o qual me amou e a si mesmo se entregou por mim"
  Porque se Jesus, que é Deus, deu sua vida por mim. Não há nada que eu não possa fazer por Ele.

ORE PELA ÁFRICA. ORE PELA IGREJA PERSEGUIDA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário